PARALIMPÍADAS 2020: Judô tem ótima apresentação, entra na história e encerra a Paralimpíada de Tóquio com 3 medalhas:

O judô nas Paralimpíadas de Tóquio 2020 teve seu fim neste final de semana. Os brasileiros tiveram uma bela apresentação conquistando 3 medalhas, duas de bronze e entraram para história com um ouro inédito de Alana Maldonado.

Alana Maldonado com a medalha de ouro

Foto: Mikihito Matsui/CPB

Funcionamento:

No judô paralímpico as disputas são divididas por categorias de peso, da mesma forma que acontece no judô olímpico. A diferença é que, além da divisão por peso, há também uma classificação por grau de deficiência visual no judô paralímpico. Tanto no masculino, quanto no feminino, são três as classificações e todas começam com a letra B (de Blind, que é “cego” em inglês). Outra peculiaridade é que no judô paralímpico os atletas já iniciam a luta em contato com o quimono do oponente.

Lúcia Araújo

foto: Comitê Paralímpico Brasileiro

B1 – Cego total: de nenhuma percepção em ambos os olhos até a percepção de luz com incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção.

B2 – Lutadores que têm a percepção de vultos, com capacidade em reconhecer a forma de uma mão até a acuidade visual de 2/60 ou campo visual inferior a cinco graus.

B3 – Lutadores conseguem definir imagens. Acuidade visual de 2/60 a 6/60 ou campo visual entre cinco e 20 graus.

Caminho até às medalhas:

- Lúcia Araújo

A brasileira venceu Laura González (ARG) nas quartas de finais, em seguida, foi derrotada por Parvina Samandarova (UZB) nas semifinais, mas retornou para disputar o terceiro lugar e triunfou sobre a russa Natalia Ovchinnikova.

- Meg Emmerich

Meg venceu Minako Tsuchiya (JPN) nas quartas de final, foi derrotada por Dursadaf Karimova (AZE), mas conquistou o bronze após vencer Altantsetseg Nyamaa (MGL) na disputa.

- Alana Maldonado

A paratleta estreou com vitória sobre Matilde Lauria (ITA) nas quartas de final, venceu Raziye Ulucam (TUR) nas semifinais e conquistou a tão sonhada medalha de ouro após triunfar sobre Ina Kaldani (GEO).

Também participaram dos Jogos:

- Thiego Marques:

Thiego acabou sendo derrotado por Takaaki Hirai (JPN) nas oitavas de final.

- Karla Cardoso:

A paratleta foi derrotada pela Ramona Brussig (GER) nas quartas de final, mas voltou para repescagem, infelizmente foi derrotada novamente por Alesia Stepaniuk (RCP).

- Harlley Arruda:

Ele foi derrotado na primeira rodada pelo britânico Daniel Powell.

- Antonio Tenório

O tetracampeão paralímpico, acabou sendo derrotado nas semifinais diante de Ben Goodrich (USA) e em seguida foi derrotado por Sharif e Khalilov (UZB) na disputa do terceiro lugar.

- Arthur Cavalcante

Arthur foi derrotado na disputa de terceiro lugar pelo Oleksanor Nazarenko (UCR).

com informações de: ge/PARALIMPÍADAS e CBJ

Por Ernane Neves, da Shihan Intersports, em São Paulo


TAGS desta postagem

Busca no Blog